Embaixada de Portugal em Estocolmo - Suécia

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Home
Destaques


Versão para impressão

Prazo de validade de documentos

Se reside no estrangeiro ou vai viajar verifique atempadamente a validade dos seus documentos de identificação e de viagem. Os mesmos são essenciais para que se possa identificar perante as autoridades competentes sempre que o solicitem, bem como para a realização de viagens desde países estrangeiros e para países estrangeiros.

 
Versão para impressão
fundacao_bial  

Prémio Bial

A Fundação Bial está a levar a cabo a 17ª edição do Prémio Bial de apoio à investigação médica.

O regulamento poderá ser encontrado na seguinte página: www.fundacaobial.com.

 
Versão para impressão

Iniciativa ´Vamos pôr o Sequeira no lugar certo

Como será já do conhecimento da Comunidade Portuguesa na Suécia, encontra-se em curso, no nosso País, uma campanha de angariação de fundos tendo em vista a aquisição da obra "A Adoração dos Magos", de Domingos António de Sequeira, pelo Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA).

Por razões de ordem prática a recolha de donativos deverá desejavelmente encerrar no final do corrente mês de abril.

Informação adicional sobre a iniciativa e modo de se lhe associar poderá ser encontrada na seguinte ligação http://sequeira.publico.pt.

 



embaixada_front-sm
Contactos
Narvavägen 30-32  2 Tr
115 22 Estocolmo
Suécia
Tel: +46 (0)8 545 670 60
[Ver Detalhe]
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

Destaques

 

Comunicado do Banco de Portugal a propósito da situação financeira do Banco Espírito Santo, S.A.

Lisboa, 11 de julho de 2014

Em face do comportamento especialmente adverso no mercado de capitais decorrente da incerteza latente sobre a situação financeira do Banco Espírito Santo, S.A. (BES), o Banco de Portugal esclarece que, tendo em conta a informação reportada pelo BES e pelo seu auditor externo (KPMG), o BES detém um montante de capital suficiente para acomodar eventuais impactos negativos decorrentes da exposição assumida perante o ramo não financeiro do Grupo Espírito Santo (GES) sem pôr em causa o cumprimento dos rácios mínimos em vigor.

A este propósito, relembra-se que a situação do ramo não financeiro do GES foi detetada na sequência de uma auditoria transversal realizada por entidade independente por determinação do Banco de Portugal, no final de 2013, aos oito maiores grupos bancários portugueses. Recorda-se ainda que, na sequência das conclusões extraídas dessa auditoria, foram determinadas várias medidas destinadas a salvaguardar a posição financeira do BES relativamente aos riscos emergentes do ramo não financeiro do GES. Importa sublinhar que esta auditoria concluiu um ciclo de 4 ações transversais de inspeção desenvolvidas pelo Banco de Portugal desde 2011 e que permitiram uma revisão aprofundada das carteiras de crédito dos principais bancos portugueses.

Não existem motivos que comprometam a segurança dos fundos confiados ao BES, pelo que os seus depositantes podem estar tranquilos.

http://www.bportugal.pt/pt-PT/OBancoeoEurosistema/ComunicadoseNotasdeInformacao/Paginas/combp20140711.aspx