Embaixada de Portugal em Estocolmo - Suécia

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Home
Destaques


Versão para impressão

Plataforma de ensino a distância “Português Mais Perto"

Foi apresentada e lançada no dia 7 de fevereiro a Plataforma de ensino a distância “Português Mais Perto”, numa iniciativa do Camões, I.P. e da Porto Editora.

Esta ferramenta disponibiliza cursos de Português Língua Materna para aqueles que estudaram em Portugal, correspondentes aos programas do 1º ao 12º anos, e cursos de Português Língua de Herança, neste momento nos níveis iniciais A1 e A2 para aqueles que fizeram toda a sua escolaridade no estrangeiro. Além disso, os cursos estão disponíveis nas modalidades de autoaprendizagem (40 Euros/ano) e com tutoria (90 Euros/ano), estando este acompanhamento a cargo do Camões, I.P.

A Plataforma “Português Mais Perto” está concebida como um apoio às famílias que pretendem que os seus educandos mantenham a aprendizagem de língua portuguesa, não sendo uma alternativa à escolaridade no contexto em que se encontram.

O projeto pretende constituir um complemento à rede de ensino atualmente existente chegando a novas geografias e colmatando outras necessidades.

A Plataforma “Português Mais Perto” pode ser acedida diretamente através do endereço http://www.portuguesmaisperto.pt ou através do portal do Camões, I.P.

 
Versão para impressão

Coreógrafa portuguesa Tânia Carvalho apresenta "Weaving Chaos" em Estocolmo

Nos dias 16 e 17 de feveriero, a coreógrafa portuguesa Tânia Carvalho irá apresentar o seu trabalho em Estocolmo. Para mais informações acerca do evento aceda a: http://dansenshus.se/en/event/weaving-chaos/.

 
Versão para impressão

Comunicado do Governo - Dia Internacional dos Direitos Humanos

"O dia 10 de dezembro é o dia internacional dos direitos humanos e assinala o aniversário da proclamação da Declaração Universal dos Direitos do Homem, adotada neste mesmo dia em 1948 na Assembleia-Geral das Nações Unidas.

"Elaborada no rescaldo da Segunda Guerra Mundial, esta histórica Declaração reafirma a igualdade e dignidade de todos os seres humanos, fundada no reconhecimento de que todos nascemos livres e iguais em dignidade e dotados de um conjunto inalienável de direitos de caráter universal e não discriminatório. A unidade essencial entre direitos civis e políticos e direitos económicos, sociais e culturais, persiste, desde então, como vetor fundamental da conceção onusiana gizada na Declaração.

Em 1948, como hoje, as palavras do Preâmbulo da Declaração mantém inteira acuidade: o desconhecimento e desprezo dos direitos do Homem potenciam atos de barbárie que revoltam a consciência da Humanidade. Palavras tanto mais urgentes no quadro de crises humanitárias recentes, provocadas pelo afluxo massivo de migrantes e refugiados de zonas delapidadas pela Guerra, catástrofes naturais e outras emergências humanitárias.

O advento de um mundo em que os seres humanos sejam livres de falar e de crer, libertos do terror e da miséria, permanece como a mais alta inspiração do Homem Portugal elevou esta aspiração do Preâmbulo da Declaração a imperativo ético-jurídico, materializando em políticas concretas de promoção e proteção dos direitos humanos. Na esfera internacional, estes princípios continuam a orientar a política externa portuguesa e, muito particularmente, a nossa atividade enquanto membros do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas (2015-2017).

Para Portugal, a adoção, em 2015, no quadro das Nações Unidas, da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, é entendida no sentido da consolidação desta as piração histórica de aquisição de um padrão comum de direitos humanos e desenvolvimento sustentável universalmente aplicável."

 



embaixada_front-sm
Contactos
Narvavägen 30-32  2 Tr
115 22 Estocolmo
Suécia
Tel: +46 (0)8 545 670 60
[Ver Detalhe]
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

Destaques

 

Concurso Externo para o Recrutamento de um Assistente Técnico para Exercer Funções na Embaixada de Portugal em Estocolmo

No dia 2 de junho de 2015, pelas 10 horas, reuniu o Júri do presente concurso externo, presidido pelo Embaixador José Júlio Pereira Gomes, que se fez acompanhar pelo 1.º Vogal, o Primeiro-secretário de Embaixada André Oliveira e 2.º Vogal, a Técnica Superior Tereza Forsberg.

Da ordem de trabalhos da reunião constou a apreciação das candidaturas apresentadas tendo em conta os requisitos de admissão ao concurso fixados no aviso de abertura de 27 de abril de 2015.

 

Ata da reunião de apreciação das candidaturas:

Ata nº 3

Anexo nº 1 da Ata nº 3

 

Outros documentos relativos à abertura do concurso:

Aviso sobre a prorrogação do concurso

Aviso sobre a abertura do procedimento concursal.