Embaixada de Portugal em Estocolmo - Suécia

  • Öka teckenstorlek
  • Standard teckenstorlek
  • Minska teckenstorlek
Home Portugisiska språket och kulturen
Skriv ut
There are no translations available.

Cultura e Língua Portuguesas

fpessoa8fpessoa8

O poeta Fernando Pessoa escreveu um dia: «A minha Pátria é a minha língua». E para mais de 200 milhões de pessoas espalhadas pela Europa, África, América do Sul e Ásia essa pátria chama-se Língua Portuguesa.

O português é, actualmente, a quinta língua mais falada do mundo e o idioma oficial de Portugal, Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. É também utilizado em Macau, território sob a administração portuguesa até 1999, e em Goa. O português está, ainda, na base de cerca de vinte línguas crioulas e afirma-se como importante idioma minoritário em países como Andorra, Luxemburgo, Namíbia, Suíça e África do Sul, por obra das numerosas comunidades portuguesas ali radicadas.

É esta universalidade da língua portuguesa que une portugueses, brasileiros, muitos africanos e alguns asiáticos, reconhecendo nela um património cultural comum. Apesar de não dispor de um território contínuo, mas de vastas regiões separadas e espalhadas por vários continentes, e o facto de não ser privativa de uma comunidade, mas ser sentida como sua, por igual, em comunidades distanciadas, manifesta uma grande diversidade interna, consoante as regiões e os grupos que a usam.

Uma língua de cultura como o Português, portadora de longa história, que serve de matéria-prima e é produto de diversas literaturas, instrumento de afirmação mundial de diversas sociedades, não se esgota na descrição do seu sistema linguístico: uma língua como esta vive na história, na sociedade e no mundo.

Tem uma existência que é motivada e condicionada pelos grandes movimentos humanos e, imediatamente, pela existência dos grupos que a falam.

Significa isto que o português falado em todo o mundo, entretanto harmonizado por um importante Acordo Ortográfico, continua a ser sentido como uma só língua, veículo de comunicação por excelência e, porventura, o mais poderoso dos laços que unem os povos que o utilizam.

  

In página da Presidência Portuguesa da União Europeia 2007

 

Para saber mais:

- Centro Virtual Instituto Camões www.cvc.instituto-camoes.pt

- Centro de Informação Europeia Jacques Delors www.eurocid.pt/pls/wsd/wsdwcot0.detalhe?p_cot_id=775

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Annons
Annons
Annons
Annons
Annons
Annons
Annons
Annons
Annons

Destaques

There are no translations available.

Jornadas Europeias do Património 2016, Comunidades e Culturas 23, 24 e 25 de setembro.

Para assinalar as Jornadas Europeias do Património 2016, que se realizam este ano nos dias 23, 24 e 25 de setembro, a Direção-Geral do Património Cultural, adotou o tema Comunidades e Culturas.

A ideia genérica de fazer evidenciar, em 2016, a importância da relação entre o Património e as Comunidades, foi acordada entre grande parte dos países membros do Conselho da Europa, encontrando-se alinhada com as preocupações e objetivos expressos na Convenção de Faro (Convenção Quadro do Conselho da Europa relativa ao valor do património cultural para a sociedade) e noutros documentos referenciais entretanto emanados quer do Conselho da Europa quer da Comissão Europeia, enfatizando a importância do papel que as comunidades desempenham na gestão da sua própria herança cultural e nos ambientes que as envolvem, e também chamando a atenção para os valores do património cultural no seu desenvolvimento socioeconómico.

Este tema foi escolhido com o objetivo de destacar e envolver as múltiplas formas de comunidade, comunidades locais, escolares, de bairro, clubes, associações de desenvolvimento, organizações não-governamentais, sejam de caráter cultural, religioso, filosófico, científico, desportivo ou recreativo, ou outras, preocupadas e vocacionadas para o conhecimento, proteção, desenvolvimento, utilização e organização dos seus próprios ambientes culturais, nas mais variadas formas. Hoje, muitas destas comunidades têm uma presença muito ativa nas redes sociais, na internet, agregando pessoas e grupos em torno de temas que respeitam às identidades de lugares, de cidades, a memórias de acontecimentos e a causas comuns.

A Direção-Geral do Património Cultural convida, assim, entidades a associarem-se às JEP 2016, através da apresentação de iniciativas a desenvolver nos dias 23, 24 e 25 de setembro.

Poderá aceder a toda a informação na página criada para este efeito em http://w3.patrimoniocultural.pt/jep2016/private/, com acesso privilegiado através do nome de utilizador: JEP e a password: cultura2016, onde poderá inserir on-line as iniciativas a desenvolver, impreterivelmente até ao dia 2 de setembro, e ter ainda acesso ao cartaz e às respetivas normas de utilização.

Mais uma vez este ano, as Jornadas Europeias do Património em Portugal associam-se ao Conselho da Europa na divulgação das atividades portuguesas, a nível europeu, através de um Portal, com o mapa da Europa, onde estarão visíveis todas as iniciativas das entidades que participem nas JEP 2016.

Para poder aceder à sua programação no Portal Europeu do Conselho da Europa, consulte o seguinte endereço a partir de setembro:http://www.europeanheritagedays.com/.

Todas as dúvidas poderão ser esclarecidas através do email jep@dgpc.pt ou através dos telefones 00351213614246/248 (DDCI/DGPC).