Embaixada de Portugal em Estocolmo - Suécia

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Versão para impressão

Prémio Nobel da Literatura 1998 - José Saramago

jose_saramago

Em 9 de Outubro de 1998, a Academia Sueca comunicou a atribuição do Prémio Nobel da Literatura a José Saramago "que, com parábolas portadoras de imaginação, compaixão e ironia torna constantemente compreensível uma realidade fugidia".

Com esta justificação, a referida Academia destacava pela primeira vez, não só um escritor português, mas também a Língua Portuguesa. Ao contrário do que quase sempre acontece, esta escolha não foi alvo de contestação nem causou reticências por parte da crítica, facto que fez salientar a "seriedade" literária do escritor cuja obra, foi louvada pelo humanismo dos temas e pela qualidade da prosa.

"Um grande narrador recebeu o Prémio", noticiava o jornal Dagens Nyheter.

O período que se seguiria trouxe a muitos de nós enorme entusiasmo e empenho na preparação de acções que levassem Portugal a ter também parte activa no programa das celebrações Nobel, uma vez que as cerimónias oficiais, bem como a organização dos eventos relacionados com a atribuição do Prémio são inteiramente da responsabilidade daquela Fundação.

As iniciativas propostas da Embaixada de Portugal em Estocolmo teriam como objectivo, não só preparar a visita do laureado mas, para além disso, divulgar a sua obra na Suécia, através de manifestações culturais de excelente oportunidade no ano em que Estocolmo era a capital europeia da cultura.

Integrando estas acções destacaram-se os colóquios na Universidade de Estocolmo, apoiados pelo Instituto Camões e pelo Departamento de Espanhol e Português daquela Universidade, com a participação dos Professores Maria Alzira Seixo, Carlos Reis e José Manuel Mendes; o encontro com José Saramago na Casa da Cultura (Kulturhuset) onde, num trabalho desenvolvido com este Instituto, se organizou uma "conversa informal" entre o escritor e o público com lugar para leitura de trechos em português e sueco de obras suas e inauguração de uma exposição de livros e documentos relativos ao escritor, com o título "O homem dentro do romance". Na Biblioteca Real de Estocolmo (Kungliga Biblioteket) e em colaboração com a mesma, esta Embaixada deu igualmente relevo à obra de José Saramago apresentando uma exposição semelhante que incluiu obras, fotografias, recortes de imprensa e outros documentos.

A AICEP Portugal Global, através da sua Delegação em Estocolmo, quis também assinalar este acontecimento com um evento cultural que intitulou "The Portuguese Nobel Laureate". Tratou-se de um espectáculo que decorreu no Grand Hotel e que incluiu um diaporama sobre o autor, painéis aludindo ao "homem do outro lado do espelho", leituras, peças musicais e um buffet com vinhos e comida vindos de Portugal.

Particularmente sensível à escolha da Academia em laurear José Saramago, a Comunidade Portuguesa na Suécia mostrou o seu interesse pelo acontecimento através de uma participação quase massiva na recepção oferecida em Estocolmo pelo Senhor Presidente Jorge Sampaio. Esta manifestação reafirmou a ideia de que o Prémio Nobel da Literatura é sentido como um prémio a um país, a uma língua, a uma cultura.

O programa preparado pela Academia para José Saramago foi vasto e incluiu não apenas eventos sociais, como também de natureza literária e de divulgação, tais como conferências de imprensa, apontamentos televisivos, palestras, visitas a organismos culturais, etc.

Com a atribuição deste Prémio e por tudo o que ele significou para nós, ficámos a desejar que não tenham de passar "outros 50 anos" para que Portugal venha a receber um novo Nobel.

 

capa_discursos_estocolmo

 

Para saber mais:

Fundação José Saramago www.josesaramago.org

 

 

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

Destaques

 

Bolsas de Investigação Científica 2014/2015 - Fundação Bial

A Fundação Bial está a levar a cabo a 11ª edição do programa de Bolsas de Investigação Científica, disponibilizando-se para apoiar projetos de investigação científica nas áreas da Psicofisiologia e da Parapsicologia. Não serão admitidas candidaturas respeitantes a Projetos de Modelos Clínicos ou Experimentais de Patologias Humanas e Terapêutica.
As candidaturas, elaboradas em língua inglesa e de acordo com a regulamentação aplicável, devem ser submetidas até 31 de agosto de 2014 através da Plataforma de Gestão de Bolsas Bial (GF-GMS) disponível em www.fundacaobial.com.

Mais informações aqui.